A Gordofobia no Consultório Médico.

Já não bastasse todo o sofrimento que as pessoas fora dos padrões da sociedade sofrem, agora o preconceito também está onde elas mais precisam, no consultório médico.

Foi o que aconteceu com a Gabriela Pas. Ela deixou de ir ao ginecologista após o nascimento de seu último filho. O médico disse que “devia dar na cara dela” por ela ter ficado grávida gorda.

“Engravidar com sobrepeso, e até mesmo com obesidade, não é um impeditivo, segundo a ginecologista e obstetra Ana Maria Massad, formada pela Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. No entanto, mulheres obesas têm mais tendência a desenvolver diabetes gestacional e hipertensão. “O médico precisa ser mais atencioso. As consultas com a paciente e os exames devem acontecer com intervalos mais curtos para evitar qualquer tipo de problema. É ideal que o médico introduza atividade física na rotina da paciente para evitar um ganho de peso excedente durante a gestação”, explica a médica.

Casos absurdos como esse são mais frequentes do que se possa imaginar. É revoltante quando o lugar e pessoas que deveriam estar ali para ajudar, desmoralizam e humilham pessoas.

Fonte:
https://universa.uol.com.br/noticias/redacao/2019/02/20/gorda-assim-nao-procrie-mais-elas-sofreram-gordofobia-no-ginecologista.htm

Para mais Notícias sobre o mundo Plus Size, acesse Kauê Plus Size.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *