Posts antigos

Coques estão em alta; especialistas dão dicas de como usá-los

Clássico dos penteados, o coque sempre é uma opção na hora de prender o cabelo. Dependendo da época, porém, é mais ou menos usado. Pois nesta estação, prepare o arsenal de grampos: os coques, dos mais variados tipos, invadiram as cabeças das mulheres em passarelas de semanas de moda como a de Nova York e, em especial no Oscar 2010. No tapete vermelho,  Anne Hathaway (Alice no País das Maravilhas), Diane Kruger (Bastardos Inglórios), Kristen Stewart (Crepúsculo), Penélope Cruz (Nine) e Sarah Jessica Parker (Sex and the City), entre outras famosas, optaram pelo coque para acompanhar seus trajes de gala.

 

coques-em-tres-estilos-diferentes-1271198380808_540x300Coques em três estilos diferentes: coque-trança, no alto da cabeça e baixo 

Por aqui, o penteado faz a cabeça de famosas como Adriane Galisteu, Grazi Massafera, Deborah Secco e Danielle Winits, fãs incondicionais do caracol estilizado. “Estou sempre de coque. Acho prático, bonito, despojado. Quando surge um evento inesperado, é um penteado que dá para fazer em casa, sem precisar ir ao salão, e o cabelo fica super arrumado. Para quem tem cabelo comprido, o coque é uma boa alternativa para não ficar sempre com a mesma cara”, conta a apresentadora Adriane Galisteu. “É um penteado que pode ser sofisticado ou despojado, depende do nosso estado de espírito. Gosto dessa versatilidade”, diz a atriz Danielle Winits.

Vale tudo na hora de criar

Os cabelos médios e longos são os mais adequados para o penteado. “O comprimento a partir do ombro já é suficiente para fazer um coque simples e bonito. Só precisa ser comprido o suficiente para dar uma volta com os fios”, explica o cabeleireiro Celso Kamura, do salão C.Kamura, de São Paulo. Mas os curtos e sem volume não precisam ficar de fora dessa tendência. “Uma boa opção é usar um aplique, se a mulher curtir mesmo o estilo”, sugere Chris Villas Boas, hair stylist do Visage Coiffeur, do Rio de Janeiro. “Os repicados são perfeitos para fazer o estilo desalinhado, num look muito despojado”, complementa Luciana Nilo, cabeleireira e proprietária do salão Clip, de Belo Horizonte (MG).

O que fazer com a franja também costuma ser um dilema na hora de criar o penteado. Deixar solta, prender, passar algum produto – tudo é motivo de dúvida. “Vai depender do momento e do efeito que se quer. A mulher pode assumir a franja e deixar caída de lado naturalmente. Ou pode pentear para trás e fixar com spray. Pode ficar como quiser, mas é legal que tenha uma textura produzida com pomada, que pode ser seca, com um visual mais natural, ou úmida”, ensina Kamura.

Fonte: http://estilo.uol.com.br/ultnot/2010/04/14/coques-estao-em-alta-especialistas-dao-dicas-de-como-usa-los.jhtm

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.