Mostra Michael Jackson: On The Wall explora a influência do cantor na arte contemporânea

wz592195-942long-1

Não é novidade que a influência marcante de Michael Jackson no universo musical, da dança e da moda foi (e ainda é) celebrada até os dias atuais, após quase 10 anos de seu falecimento. Mas e em relação à arte contemporânea? Como e de que maneira ele influenciou?

É com esse questionamento que a National Portrait Gallery, em Londres, inaugura a mostra Michael Jackson: On The Wall, no próximo 28 de junho — e que, por coincidência, promete ser um presente memorável à família e aos fãs do cantor, já que em agosto desse ano, Michael completaria 60 anos. “A exposição toma uma abordagem completamente nova e bastante radical, explorando o impacto cultural de uma figura única por meio da arte contemporânea”, diz o curador Nicholas Cullinan.

Nicholas, também diretor da galeria, ficou responsável por trazer obras que integram coleções privadas e públicas de cerca de 40 artistas espalhados pelo mundo. O famoso retrato de Michael feito em 1984 por Andy Warhol é um dos itens que estarão dispostos ao público, além de novas obras feitas exclusivamente para a mostra de artistas renomados como David LaChapelle, Isaac Julien, Grayson Perry, Gary Hume e muitos outros.

“A mostra abrirá novos caminhos para pensar sobre arte e identidade, encorajar novos diálogos entre artistas e convidar pessoas interessadas em cultura popular e música para se envolverem com a arte contemporânea”, afirma Cullinan.

Michael Jackson: On The Wall fica aberta ao público a partir do dia 28/06 até 21/10 em Londres, na National Portrait Gallery.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *