Posts antigos

O Peso dos Comentários Maldosos.

A comédia dramática “Gorda” encerraria temporada no dia 2 de maio, no Teatro Procópio Ferreira, em São Paulo, mas teve apresentações prorrogadas até 27 de junho. Não à toa…

Eu estive lá no último sábado (1º) e encho a boca para dizer que Fabiana Karla e elenco merecem ser assistidos, e você merece refletir sobre o comportamento da sociedade diante da história de Helena e seu namorado Tony. Ela é sexy, inteligente, divertida e está 30 kg acima do peso “esperado”. Ele é um executivo bem-sucedido que deixa os comentários maldosos dos amigos ganharem peso e interferirem em sua relação.

Eu me emocionei com a entrega de Fabiana no palco, mesmo quando havia piada no ar. Atrás dos comentários de auto-sabotagem da personagem, li superação e auto-confiança, com que claramente me identifiquei. Quanto ao final da história escrita por Neil Labute… Nossa, está difícil não contar! (risos) Mas posso comentar que meu coração apertou e não fui a única a chorar.

Logo que a atriz saiu de cena, a “roubei” para um bate-papo tocante, curioso e revelador.

cortada1 

Eu e Fabiana Karla, no Teatro Procópio Ferreira (Foto: Claudio Augustus)

– “Você aparece em cena com uma sensual, porém discreta, lingerie. Em seguida, fica de maiô, sem receio de exibir as pernas e a popa do bumbum para a plateia…”, provoquei. E ela:  ”Eu e Helena somos bem resolvidas, mas sofri para fazer a peça, porque nunca fui ultrajada por ser gorda. Lembro que, na época da escola, sempre joguei vôlei e toquei na banda”, conta Fabiana.

Ao contrário da maioria, ela sempre foi uma gordinha enturmada, mas tem consciência do sofrimento pelo qual passamos. “Todo mundo tem o seu calcanhar de Aquiles e tenho um cuidado com a peça, porque ali eu lido com o preconceito, que pode ser do negro, do pobre, do cadeirante…”

Fonte: http://colunistas.ig.com.br/fatshion/2010/05/04/a-gorda-fabiana-karla/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.