Achei que não fosse chegar aos 40″, diz Naomi Campbell em entrevista polêmica

Perto de completar 40 anos (no dia 22 de maio), Naomi Campbell resolveu fazer um balanço de sua vida. Em uma entrevista reveladora, a top model inglesa falou abertamente à revista ‘Live’, do jornal ‘Daily Mail’, sobre drogas no backstage, celulares arremessados em assitentes, gritos, viagens pelo mundo e namorados famosos. Logo de cara, o desabafo: “Achei que não fosse chegar aos 40”.

 

 

Naomi conta que frequenta o AA para combater seu vício no álcool e nas drogas: “Não vou todo dia, vou quando acho que preciso. Entendo que é o que me mantém no caminho certo. E tenho meu ‘sponsor’ também, pra quem posso ligar sempre”.

 

A top, que chegou a prestar serviços comunitários duas vezes por conta de seus ataques de raiva, admite que este é apenas um de seus problemas. Nesse tempo Naomi consumia muita cocaína – “me sentia invencível, como se pudesse conquistar o mundo” – e foi acusada pelo menos quatro vezes de agressão.

 

 

 

Por outro lado, acha que já superou muita coisa, sempre com a ajuda dos amigos. “Não gosto de gente que fica me bajulando. Gosto das pessoas honestas, que botam o meu pé no chão”, diz. E continua: “Vivi uma fase horrível, entre 1998 e 2005, em que era muito difícil me olhar no espelho. Era tão normal viajar pelo mundo o tempo todo, que parar, sentar e me analisar dava medo. Não sabia quem eu era”.
Sobre aposentadoria ela não fala, mas quer levar uma vida bem mais tranquila. Até porque, nas palavras da própria, “as coisas que importam quando você tem 20 já não são as que você dá valor quando está chegando aos 40”. Agora, Naomi quer uma vida calma: “Eu já estive na noite, hoje não quero mais ficar acabada”.

Para maiores informações acesse: http://gente.ig.com.br/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *