Karl Lagerfeld apostando na Coleção Plus Size

 

     Momento Plus Size

Quando a Kauê começou na década de 90 se aventurando pelo mundo Plus Size, já pensava que a mulher com muitas curvas não deveria ser valorizada somente por alguns atributos: ter um rosto bonito, ser simpática, por ter uma voz doce, blablabla… Era preciso ser valorizada como um todo, do jeito que era.

Divulgávamos a marca nas mídias impressas e nosso interesse era reafirmar que a mulher gorda podia ser fashion.

Identificar agora, mulheres gordas em editorias e desfiles de moda, no meio artístico só mostra que era uma questão de tempo, esforço, insistência, mas que iria acontecer.

Ainda que Karl Largerfel tenha sido muito crítico em suas declarações em relação as mulheres gordas, ter um nome como o dele, diretor criativo da Chanel desde 1983 e de sua etiqueta própria há 44 anos, em uma coleção Plus Size em parceria da Stit Fich deve ser considerado  um passo importante para a consolidação desse mercado.

karllagerfeld-1024x473

stitchfixklp

O amadurecimento da consumidora que passou do estágio de “estar gorda” para o de” ser   gorda” conseguirá diferenciar as marcas que se atentaram para a necessidades de serem mais abrangentes  das que submeteram a pressão do público ou por interesses puramente financeiros , para fazerem suas escolhas.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *