Lapima, marca de óculos feita no Brasil que mira o mercado internacional

lapima-azul

Gustavo e Gisela deram uma volta longa até lançarem uma marca juntos, a Lapima, que faz óculos artesanais de primeira qualidade. Gisela Negrão, 34, foi viver na Alemanha aos 14 anos para estudar balé clássico e ficou na Europa por quatro anos, fez faculdade de publicidade, mas até os 24 anos trabalhou profissionalmente como bailarina no Brasil e em Portugal. Foi uma lesão no tornozelo que a fez retornar ao Brasil e mudar de rumo: começou a trabalhar na área de mkt na Medley Indústria Farmacêutica, negócio da família de seu pai na época.

Gustavo Assis, 38, viveu em Boston quando tinha 18 anos, cursou Administração de Empresas e sempre teve bom faro para os negócios. Aos 19 abriu sua primeira loja em Campinas, empresa que durou por 12 anos e foi expandida para diversas áreas no estado de São Paulo.

Gustavo e Gisela se conheceram, casaram, tiveram o primeiro filho até que Gisela deu outra virada na carreira e se tornou sócia do marido no comando das lojas de varejo que tinham. Após alguns anos, eles venderam o negócio e decidiram abrir uma marca especializada em óculos. Assim nasceu a Lapima em 2016, em uma parceria com o e-commerce Gallerist. Eles investiram em um processo de desenvolvimento que envolve alta tecnologia, com usinagem de armações em volume 3D, e todos os modelos são feitos à mão.

Com um produto de alta qualidade, eles miram o mercado internacional. Seu site e e-commerce são em inglês, com preços em dólares. E, apesar de vender em lojas brasileiras, como Dona Santa (Recife) e Gallerist (online), seu primeiro ponto de vendas físico foi aberto em Zurique, na Suíça.

lapima-gustavo-e-gisela-assis-1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *