Top 3: deslizes do mundo da moda em 2010

gap

1. Mudança de logomarca da Gap: O novo logo proposto pela Gap não era tão desconhecido assim, pois já estampava alguns produtos e vitrines. O que causou furor do público da marca foi a mudança repentina de identidade nas mídias digitais. Em pesquisa com leitores da UseFashion, 3 em cada 4 reprovaram a mudança. A empresa  se retratou publicamente e manteve o logo antigo.

2. Linha de maquiagem cancelada por incitar violência: Literalmente não deu para maquiar o deslize da gigante do setor M.A.C. A linha de cosméticos que seria lançada foi cancelada, após uma chuva de críticas por parte dos fãs, na internet. Isso porque os produtos seriam inspirados na cidade de Juarez, no México, que tem alto índice de violência contra as mulheres. Na campanha, fica claro o aspecto mórbido e ofensivo dos makes. As marcas pediram desculpas, mas o erro, com o perdão do trocadilho, ficou na cara.

3. Vitrine polêmica: Um dos grandes estilistas da última década Alexander McQueen foi encontrado morto no ínicio do ano. Causa da morte, suicídio por enforcamento. Mas Selfridges incomodou os fãs do estilista ao pendurar um vestido McQueen em uma estrutura de madeira, que lembrava uma forca. Os polêmicos elementos foram retirados, mas o deslize ficou.

BJUS,
Carla

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *